terça-feira, janeiro 10, 2006

Adopção de palavras...

"Vital Moreira desmonta hoje [03/01/06], no Público, a metáfora do Presidente-treinador usada por Cavaco como descrição do seu entendimento das funções presidenciais. Outras metáforas futebolísticas podem ser usadas para caracterizar as restantes candidaturas presidenciais.
Mário Soares, o árbitro (como compete ao PR: “Acima de tudo, [o PR] é o moderador e o árbitro do sistema. ”).
Cavaco Silva, o treinador (que quer mandar na equipa governamental, como o próprio argumentou: “Às vezes, a equipa não é má, mas precisa de um novo treinador. ”).
Manuel Alegre, o presidente do clube (adepto das chicotadas psicológicas, como já o anunciou publicamente, a propósito da dissolução da AR: “os poderes presidenciais são para exercer .”).
Jerónimo de Sousa, o jogador (integrado no colectivo, pois quem manda é o Partido: “Não sou […] decisor. O meu partido tem regras e estatutos. ”).
Francisco Louça, o suplente (aproveita a oportunidade para tentar ser chamado à equipa principal: “As pessoas sabem o que está em disputa e sabem que o crescimento da votação na minha candidatura é a expressão de uma alternativa. ”).

Ora, a escolha é fácil."

Rui Pena Pires, in ocanhoto.blogspot.com

Sem comentários: